Rm 6:23

Paulo realça como faz constantemente que a vida eterna é gratuita pois vem por graça, mas também que a morte vem por salário do pecado. Isto vem de Romanos 4 em que ele começa explicando o seguinte:

Rm 4:4-5 "Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a graça, mas segundo a dívida. Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça."

Porque aquele que se dirige a Deus por meio de obras Deus não o julga segundo a graça mas segundo a dívida, ou seja dá-lhe não por perdão mas por salário, e como vemos no inicio da carta de Romanos segundo o juízo das obras todo o homem é achado pecador diante de Deus, logo consequentemente o salário das obras de um pecador são morte.

Quem espera graça receberá vida eterna, quem espera salário de obras receberá morte.