O mal é ausência do bem

É isto que muitos dizem, porque não acreditam na escritura quando diz que foi Deus quem criou o mal.

Isaias 45:6-7 Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o SENHOR, e não há outro. Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.

Se o mal é a ausênsia do bem, logo o bem também é a ausência do mal? Sendo assim, nem o mal é real nem o bem existe? Mas para algo que não existe tem causado e causa ainda grandes males e desgraças a toda a humanidade. No entanto, a verdade é que é tão real um como o outro. E cada um tem a sua própria força e propósito, segundo a vontade de Deus, conforme ele distribuiu.

Porque se Deus não faz o mal, quem condenará o impio á ira eterna? E se faz juizo, ao condenar o impio quer dizer que o bem está ausente de Deus porque condenou o impio ao lago do fogo?

E se não existe o mal, para que serve o juizo final? Porque se o mal é a ausência do bem, logo vai ficar tudo como está na vida daqueles que não têm Deus? È isso a condenação eterna?

 

Se o mal é a ausência do bem, porque no inferno está a presença de Deus?

 

Salmo 139:8 - Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.

 

E se o inferno tem a omnipresença de Deus, porque continua a ser um lugar se sofrimento??

 

Se o mal é a ausência do bem, porque o profetas que tiveram o Espirito de Deus foram considerados maus?

 

Gálatas 3:10 - Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.

 

Por isso não houve um justo sequer! E quando o Espirito vinha sobre a carne deles para fazer sinais a carne tornava-se boa? Ou quando o Espirito de Deus vinha sobre o espirito do homem para profetizar, o coração deles era bom?

 

Claro que não, todos sem excessão ficaram debaixo de pecado.

 

Gálatas 3:22 - Mas a Escritura encerrou todos debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos crentes.

 

Se o mal é a ausência do bem, porque Eliseu amaldiçou e matou os 42 meninos? Ou foi precisamente ao contrário, que por causa do bem (Espirito de Deus) estar sobre ele é que o mal teve força?

 

Na realidade é a própria palavra de Deus que gera e dá vida e força ao pecado! Porque se não houver lei de Deus, nem sequer há pecado. Vê:

 

Romanos 4:15 ...Porque onde não há lei também não há transgressão.

 

Romanos 5:13 ... mas o pecado não é imputado, não havendo lei.

 

1ª Corintíos 15:56 - Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.

 

Então vê que é o próprio Deus que faz existir e dá força ao pecado, e não a ausência dele. No entanto, o mal já existe ainda antes de termos consciência dele, pois já nascemos assim.

 

Vê este exemplo: Quando damos uma palmada num bébé, ele chora mesmo que não tenha consciência do bem e do mal, ele chora é porque o mal não existe? O conhecimento apenas dá consciência do que já existe desde a nossa concepção; seja do mal em Adão, seja do bem em Cristo.

 

Então quando Cristo expulsou os vendilhões era porque o bem estava ausente dele? Ou seria pelo contrário, que era uma manifestação do próprio Deus conforme o que estava escrito nos salmos que ele havia de fazer?

 

Em jó diz a escritura, que o diabo ia regularmente á presença de Deus, quer dizer que o diabo tornava-se bom ao ir á presença de Deus ? Então porque Jesus disse que ele sempre foi mau desde o principio?

 

João 8:44 - Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira

 

Também João diz a mesma coisa:

 

1ª João 3:8 - Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.

 

Se o mal não existe, mas é a ausência do bem, porque Cristo veio morrer e perdoar por uma coisa que não existe? E se o problema é a ausência do bem, então o culpado é Deus que não está presente no homem?

 

Mas a verdade é que não foi o pecado que tornou o homem mau, nem foi o ter Espirito de deus que o tornou bom; mas ele era mau porque já foi criado assim (carnal), assim agora em Cristo é bom porque já foi criado assim (nova criatura).

 

Salmo 51:5 - Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.

 

1ª João 5:18 - Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca.

 

Portanto não é o ter o pecado (mal) ou ter o Espirito (bem), mas o problema é como Deus o criou; é se é nascido do pecado ou se é nascido do Espirito. Ser bom não basta ter o Espirito, mas ser criado bom em Cristo Jesus.

 

Mas como diz a escritura: dizendo-se sábios tornaram-se loucos! E como não têm qualquer defesa contra a verdade, antes os seus raciocinios são destruidos por ela, os seus argumentos são sempre os mesmos, ou seja: estão usando versos isolados; ou está fora de contexto, e muitas outras coisas semelhantes.

 

Com a boca falam de Deus, mas no seu coração e no seu entendimento estão longe dele. Dizem que Deus é bom e por isso não poderia criar o mal, uma fonte não pode dar água doce e salgada ao mesmo tempo!

 

Sim, mas para Deus não existe as leis bem ou mal, elas não foram criadas para ele mas para a sua criação. Deus não pode ser atingido nem pelo bem nem pelo mal que criou, essas leis só podem atingir o homem. Não há bem que lhe se possa acrescentar que ele não tenha, e não há mal que o possa afectar.

 

Jó 35:5-8 - Atenta para os céus, e vê; e contempla as mais altas nuvens, que são mais altas do que tu. Se pecares, que efectuarás contra ele? Se as tuas transgressões se multiplicarem, que lhe farás; se fores justo, que lhe darás, ou que receberá ele da tua mão? A tua impiedade faria mal a outro tal como tu; e a tua justiça só aproveitaria ao filho do homem.

 

 

Na verdade para ele tudo é bom, pois todas as coisas foram feitas para realizar o seu projecto eterno em Cristo Jesus, sendo o mal criado para o aperfeiçoamento dos santos, inclusive de seu filho.

 

Hebreus 5:7-9 O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia. Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. E, sendo ele aperfeiçoado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem;

 

Na verdade o que Deus tem é um projecto para com os eleitos, com uma vontade boa e uma vontade má, e por isso criou a lei do bem e do mal para defenir a sua vontade.

 

Então criou-os e os fez existir e lhes deu força para segundo a medida que ele mesmo determinou para cada um. E é pela experiência do bem realçada no mal é que podemos conhecer perfeitamente a sua boa vontade.

 

Por isso agora amamos de todo o coração, em plena consciência o que Deus ama, e odiamos de coração em plena consciência o que Deus odeia.

 

Só Deus tem livre arbitrio; ele pensa, determina e faz acontecer, mas a sua criação pensa, determina e faz, segundo a sua vontade que Deus nela opera.

 

Daniel 4:3535 - E todos os moradores da terra são reputados em nada, e segundo a sua vontade ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem possa estorvar a sua mão, e lhe diga: Que fazes?

 

Mas seguindo esse raciocinio tolo de que o mal é a ausência do bem, eu poderia ao matar alguém dizer ao juiz que me condenaria: eu não matei ninguém porque não há morte, mas a morte é apenas a ausência da vida.

 

Ou quando o Herodes matou centenas de meninos para impedir o nascimento do Messias, isso não foi mal mas a ausência do bem? Ou quando Hitler matou os seis milhões de Judeus, isso não foi mal é a ausência do bem?

 

Essa é a figura tola daqueles que defendem que o mal é apenas a ausência do bem! O mal não é a ausência do bem, e vice versa, mas são os opostos; eles existem e por isso lutam entre si.

 

Mas já Deus dizia acerca desta geração contradizente:

 

Sofonias 1:12 - ... e castigarei os homens que se espessam como a borra do vinho, que dizem no seu coração: O SENHOR não faz o bem nem faz o mal.

 

È isto que eles dizem, que tudo depende deles, das suas escolhas e sem elas Deus nada pode fazer por eles, e por isso não aceitam o bem de Deus ( a graça), mas tudo distorcem. Pois Deus diz que a salvação é por graça e é eterna, mas eles sempre dizem que a graça de Deus sem as suas obras de nada vale.

 

Em relação ao mal é a mesma coisa, porque Deus diz que é ele quem fez o mal, mas eles nunca aceitam. E fazem isso não é porque amem a Deus ou o estejam a defender a palavra; antes pelo contrário, se assim fosse criam em sua palavra.

 

Mas eles querem negar que Deus criou o mal, e dizer que o diabo foi bom, não porque temem a Deus, mas para defender o seu livre arbitrio, que é a sua glória imaginária.

 

Pois a doutrina do livre arbitrio é a raiz de toda a condenação de Deus!

 

Paz! aos eleitos

 

Por: CarlosB

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>